Foto: Cubainformação

 

OLIVER STONE E DANNY GLOVER APRESENTARÃO O DOCUMENTÁRIO COM O TÍTULO: A GUERRA CONTRA CUBA

 

A GUERRA CONTRA CUBA, documentário produzido pelo cineasta OLIVER STONE e o actor DANNY GLOVER e narrado pela jornalista cubana LIZ OLIVA, será apresentado no próximo dia 19 de Fevereiro no Centro Cultural La  arineta de Mollet del Vallès (província de Barcelona).

O documentário examina os efeitos de seis décadas de sanções e bloqueio sobre Cuba e o seu povo.

A detecção pré-natal de cardiopatias congénitas complexas em Cuba ultrapassa os 85%, cifra que adquire um alto valor para os bebés que necessitam duma intervenção imediata após o nascimento.

Segundo o sítio oficial do Ministério da Saúde Pública (MINSAP), em cada 1.000 neonatos na Ilha, dois ou três deles padecem de anomalia cardíaca, o que representa um número aproximado de 300 casos anuais.

Trezentas  toneladas de arroz de qualidade Premiun doou ao povo cubano a empresa china Yutong, como expressão das estreitas relações existentes há mais de 15 anos e da sua vontade de seguir apostando pelo mercado cubano e de  cooperar com Cuba.

Foto: Ariel Cecilio Lemus

 

No acto de agradecimento, a vice-ministra do Comércio Interior, Grisel Ávila, explicou que este donativo, no valor de 210 000 dólares, apoiará o plano de prevenção e de controle da  pandemia da COVID-19 e beneficiará directamente a população.

O filme Rabiye Kurnaz vs. George W. Bush, do cineasta alemão Andreas Dresen, recria as experiências do prisioneiro Murat Kurnaz, preso entre 2002 e 2006 na base naval de Guantánamo, um território ocupado ilegalmente pelos Estados Unidos, sem que nenhuma acusação tenha sido feita contra ele

Foto: Prensa Latina

Festival Internacional de Cinema de Berlim

 

O filme Rabiye Kurnaz vs. George W. Bush, do diretor alemão Andreas Dresen, que actualmente participa do Festival Internacional de Cinema de Berlim, Berlinale, recria as experiências do prisioneiro Murat Kurnaz, preso entre 2002 e 2006 na base naval de Guantánamo, um território ocupado ilegalmente pelos Estados Unidos, sem qualquer acusação contra ele.

Foto: Ariel Cecilio Lemus

 

Isto explica o controle da doença no país, que, segundo o Presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, é o resultado «da eficácia das vacinas cubanas e da imunização da população, mesmo em condições da presença da variante Omicron».