No dia 1º de maio, em fotos, vídeos, selfies e hashtags, será expressa nossa verdade, as nossas conquistas e os desafios de um povo heróico e trabalhador

Foto: Granma

Eu, você, nós, obra de Raúl Martínez

 

Porque muitos esforços foram partilhados, porque a força de um país está no seu povo, e porque nos emocionamos com os motivos para festejar o compromisso dos nossos trabalhadores, no dia 1º de Maio uma grande acção nas redes sociais testemunhará o abraço virtual dos que desde a Ponta de Maisí até o Cabo de San Antonio, se levantam todos os dias para fazer avançar este arquipélago de unidade e resistência desde o sulco, usinas, hospitais, escolas e tantos outros locais de trabalho.

Isso confirma a estratégia do país de impulsionar a economia nacional e colocar todos os atores em igualdade de condições, aumentando a produtividade e atraindo divisas

Foto: Ricardo López Hevia

 

Dos 1.987 contractos firmados entre o FGNE e empresas especializadas em comércio exterior, 98 são para a exportação. 

Desde a aprovação do regulamento que abriu as portas do comércio exterior ao sector não estatal, através da gestão de empresas estatais, em agosto de 2020, foram celebrados mais de 1.980 contractos para a realização de operações de importação e / ou exportação.

A diretora-geral do Comércio Exterior, Vivian Herrera Cid, informou que já existem 1.987 contractos firmados entre empresas especializadas em comércio exterior e formas não estatais de gestão (FGNEs), dos quais 98 são de exportação, com destaque para os serviços como uma das principais incursões no mercado internacional.

A taxa de desemprego em Cuba, há mais de dez anos, é inferior a 4,0%, o que permite afirmar, segundo parâmetros internacionais, que há pleno emprego, informou o ministério da Economia e do Planeamento.

Foto: Miguel Febles Hernández.

 

O emprego é uma das principais garantias para os cidadãos. 

Actualmente, o país tem 3,1 milhões de trabalhadores no sector estatal, 48% deles no sector empresarial, e mais de 600 mil são trabalhadores autónomos ou independentes, de acordo com o ministério do Trabalho e Previdência Social (MTSS).

A direcção do Governo e do Estado cubano está a fazer um enorme esforço para garantir o direito ao trabalho da população cubana, em pleno aprofundamento do bloqueio económico dos Estados Unidos e à emergência provocada pela pandemia da Covid-19.

A aprovação, entre 2019 e 2020, de 67 negócios com intervenção de capital estrangeiro em áreas como o turismo, construção, mineração e indústria, constitui uma prova fiável de que, apesar das circunstâncias adversas geradas pelo bloqueio e o impacto da pandemia, Cuba não abre mão de sua estratégia de desenvolvimento económico  

Foto: SED Mariel.

 

No calendário passado, por meio da Janela Única de Comércio Exterior (Vuinex), foram realizados 186 procedimentos, enquanto 80 participações foram recebidas de potenciais investidores, nos quais, além dos sectores já citados, se acrescentam os dos transportes, fontes renováveis de energia, produção de alimentos, serviços profissionais, saúde e cultura.

Com o objectivo de ampliar as oportunidades de acesso ao portfólio de oportunidades cubano, esta semana iniciou, no que pode ser chamado de período experimental, a conclusão dos procedimentos online da Vuinex.

Informações recentes indicam que, até o final de Março, a iniciativa grega de conceder o Prémio Nobel da Paz 2021 ao contingente internacionalista de médicos cubanos Henry Reeve, ultrapassou as 230 mil assinaturas de apoio

Foto: Ismael Batista

Primeiro grupo da Brigada Médica Cubana que colaborou no Azerbaijão.

 

Porém, o número — expressão quantitativa de um maior reconhecimento, o dos povos — é ainda melhor lido na gratidão dos milhares de pacientes que salvaram a vida nas mãos dos médicos solidários.

Desde que o primeiro grupo saiu, no dia 17 de Março do ano passado, para contribuir com a luta contra a Covid-19 no mundo, nenhum dos que integraram aquelas 57 embaixadas a favor da vida teve a ideia de ser incluído entre as propostas que o Comité Norueguês do Nobel.