Foto: EFE

 

O Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodrigues Parrilha, denunciou recentemente a política de migração dos EUA para com os cidadãos cubanos.

A denúncia é feita na sequência do recente naufrágio de uma embarcação perto da costa da Flórida.

Os sobreviventes, que faziam parte de um grupo de imigrantes ilegais que tentavam chegar de Cuba ao litoral dos Estados Unidos, alertaram que outras dez pessoas estão desaparecidas após o acidente marítimo ocorrido na quarta-feira, 26 de Maio.

Quantas vidas mais devem ser sacrificadas em nome de ações absurdas e criminosas instituídas para subjugar o povo cubano e acabar com a Revolução?

A afirmação foi expressa pelo doutor José Angel Portal Miranda, ministro da Saúde Pública, durante a sua intervenção na 74a Assembleia Mundial da Saúde

Foto: Minsap

 

«Em Cuba, a aplicação do Plano Nacional de Prevenção e Controle do Coronavírus, juntamente com os nossos protocolos de saúde e a experiência adquirida, permitiram a recuperação de 94% dos infectados com a Covid-19, o que coloca o país entre os de melhor desempenho nesse indicador».

Perante de um cenário internacional complexo, em que o número de casos é crescente e a distribuição injusta e desigual de vacinas é um desafio  para acabar com esse cenário, «desenvolvemos cinco vacinas candidatas, duas delas em testes clínicos de fase III, e outros três nas fases I e II. Os resultados até agora são muito encorajadores», disse.

«Estimamos que no final de agosto, 70% da população cubana esteja vacinada. Depois de concluídas as avaliações correspondentes, teremos uma quantidade maior de vacinas que não só beneficiarão Cuba, mas também outros países», afirmou.

Entre os signatários estão Ignacio Ramonet e Atilio Borón, o filósofo mexicano Fernando Buen Abad e o teólogo brasileiro Frei Betto

Foto: Cubaminrex

 

Intelectuais e ativistas assinam apelo lançado pelo canal Europa por Cuba em solidariedade contra o bloqueio

 

Mais de uma centena de intelectuais e ativistas de renome mundial assinaram um apelo promovido pelo canal Europa por Cuba para condenar o bloqueio norte-americano à Ilha, informou a Prensa Latina.

Entre os signatários estão Ignacio Ramonet e Atilio Borón, o filósofo mexicano Fernando Buen Abad e o teólogo brasileiro Frei Betto. Além disso, o poeta e ensaísta cubano Luis Toledo Sande e a lutadora social argentina Hebe de Bonafini, fundadora da Associação das Mães da Plaza de Mayo.

No final do dia 22 de Maio, 774.212 pessoas haviam sido vacinadas em todo o país: delas 405.908 como integrantes do setor da Saúde, BioCubaFarma e outros grupos de risco, e 368.304 da população

FotoAriel Cecilio Lemus

 

O número médio de casos por dia em Cuba no final da semana passada foi de 1.156, 10,6% maior do que o registrado na Ilha no final de abril. Os 1.155 novos pacientes notificados na segunda-feira, 24 de Maio, confirmam a possibilidade de Maio bater um triste recorde, com mais de 34,700 casos positivos: em Abril o número final foi de 31.346.

As mortes pela Covid-19 também aumentaram: até agora em Maio foram 223 mortes, e em todo o Abril foram 229. Nas últimas seis semanas manteve-se uma média de dez mortes por dia: nesta segunda-feira morreram 13 pessoas.

O governo de Biden, apesar das promessas que fez durante a campanha eleitoral de rever as relações bilaterais, continua a política agressiva contra Cuba e, assim, tenta justificar a decisão arbitrária de manter as 243 medidas implementadas por Trump

Foto: AFP / Getty Images Joe Biden, Donald Trump

 

Numa demonstração de que a política hostil do Governo dos Estados Unidos contra Cuba permanece inalterada, o actual presidente, Joe Biden, mantém Cuba na lista dos países que «não cooperam na luta contra o terrorismo» e mantém as medidas coercivas e as listas unilaterais implementadas pela administração anterior, apesar da rejeição da opinião mundial.