A única solução sustentável para o problema existencial que representam as armas nucleares é sua eliminação total, expressou o representante permanente adjunto de Cuba, durante seu discurso na Décima Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares

Publicado: quarta-feira, 3 de agosto de 2022
 

 

 

Cuba ratificou na ONU sua defesa a favor de um mundo livre de armas nucleares e advertiu que a manipulação política, a seletividade e a duplicidade de critérios na não proliferação devem cessar, informa o PL.

A vontade política do Estado e do Governo Cubano permitiu o desenvolvimento do sistema de Defesa Civil, organização que celebra hoje, 31 de Julho, o seu 60º aniversário.

 

O General de Divisão e Chefe do Estado Maior da Defesa Civil, Ramon Pardo, transmitiu as suas felicitações em carta em que manifesta “o trabalho sem descanso para preservar a vida das pessoas perante o impacto dos desastres”.

Isto foi anunciado pela diretora-geral do CIGB, Dra. Martha Ayala Avila, durante uma reunião técnica com as mais altas autoridades do Grupo Empresarial BioCubaFarma

 

Foto: José Manuel Correa

 

O Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB) já tem o candidato a vacina contendo o antígeno da variante do SRA-CoV-2 Omicron, e continuará, no futuro, com as correspondentes avaliações pré-clínicas e clínicas.

Isto foi anunciado pela diretora-geral do CIGB, Dr.a Martha Ayala Ávila, durante uma reunião técnica com as mais altas autoridades do Grupo Empresarial BioCubaFarma, onde informou que, no futuro imediato, continuarão com as avaliações pré-clínicas e toxicológicas em modelos animais, e então passarão à fase de estudos clínicos, em conjunto com o Centro de Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (Cecmed) e o ministério de Saúde Pública (Minsap).

De várias partes do mundo, pessoas de boa vontade levantaram a sua voz para exigir o levantamento do bloqueio económico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos a Cuba

 

Foto: Twitter do Presidente, Miguel Díaz-Canel Bermúdez

 

«Cuba não está sozinha. Nunca esteve. Graças a todos os amigos que em várias cidades do mundo foram às ruas neste domingo, 31 de julho, para exigir: Abaixo o Bloqueio!», escreveu na rede social Twitter o presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, que sublinhou que «as pontes de amor são indestrutíveis».

Também em um tweet, o ministro das Relações Exteriores cubano Bruno Rodríguez Parrilla agradeceu as manifestações de simpatia e disse que «nossa luta contra o genocida bloqueio norte-americano é árdua, mas Cuba não está sozinha». Isto é demonstrado por amigos e compatriotas que moram no exterior, com Pontes de Amor e múltiplas iniciativas de solidariedade».

A falta de materiais diretos utilizados na indústria de cigarros paralisa as fábricas várias vezes ao ano. Tabacuba traçou uma estratégia para estabilizar a produção

 

Foto: Ricardo López Hevia

 

Os consumidores encontram-se no dilema de comprar pacotes no mercado negro a preços que podem ultrapassar 200 pesos, ou fazer fila nas lojas em moeda livremente conversível. 

 Os anciãos da casa costumam afirmar que em Cuba não pode faltar, nem café, nem cachaça, nem cigarros, produtos que, mesmo com critérios a favor e contra, fazem parte da tradição de consumo nacional e que, no entanto, viram a sua presença diminuída no rede comercial.

 No caso dos cigarros, durante o ano de 2021, a instabilidade na sua distribuição na rede de vendas a retalho deveu-se principalmente ao défice das fábricas produtoras devido a quebras imprevistas, problemas logísticos e de transporte, falta de materiais e paralisação de algumas linhas. Atrasos nas entregas devido a pandemia.