Nós, as novas gerações de cubanos assumimos o compromisso de manter as conquistas da Revolução liderada por Fidel Castro, assegurou o presidente da Federação Estudantil Universitária, (FEU), Raúl Alejandro Palmero.

Ao inaugurar oficialmente o IX Congresso da FEU no Palácio de Convenções de Havana, Palmero ratificou a máxima direção do processo revolucionário iniciado em 1959, a qual que pode contar com os universitários pois existe uma vanguarda organizada.

Aqui está a juventude cubana. Este congresso é de todo o povo (...) Estejamos à altura da história que nos precede e do heroico povo do que somos parte. Somos filhos da Revolução, enfatizou o líder estudantil perante os 400 delegados e 100 convidados ao congresso.

Palmero pediu que a unidade, o desinteresse e o compromisso, devem guiar as sessões de trabalho do congresso previsto até manhã.

O IX Congresso, em que participam o vice-presidente do Conselho de Estado e ministro de Saúde, Roberto Morais, e os ministros da Cultura e Educação Superior, Abel Prieto e José Ramón Saborido, respectivamente, entre outros dirigentes, iniciou-se com a leitura  dos mártires da FEU.

Na véspera, os jovens protagonizaram uma marcha estudantil desde a Fragua Martiana, onde se honrou o Herói Nacional de Cuba, José Martí, até à Universidade de Havana com o propósito de render tributo aos mártires da organização.

No centro de altos estudos, reafirmaram o seu apoio à Revolução e ao seu líder histórico, Fidel Castro, e o compromisso da organização com os ideais independentistas.

A FEU foi fundada em 1922 pelo líder revolucionário Julio Antonio Mella com a missão de unir os universitários cubanos, defender os seus interesses e fazer valer os seus direitos.

 

Fonte - Prensa Latina