O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que o governo dos Estados Unidos está preparando uma agressão ao país a partir da Colômbia.

Nicolás Maduro clamou o povo e a Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) a estarem alertas na defesa da integridade territorial. O chefe de Estado disse que o plano é impulsionado pelos Estados Unidos, em aliança com o governo colombiano, políticos aposentados e militares da reserva venezuelanos.

Estes, disse, dispõem-se a nos atacar. Apontou que os mesmos ‘não representam o povo venezuelano e que nessa linha estão montando acções hostis desde Bogotá, para perturbar a paz da Venezuela’.

O comandante em chefe da FANB apelou a fortalecer a união para proteger a independência, a liberdade, a soberania, a integridade territorial e a autodeterminação nacional, que são direitos irrenunciáveis da nação e estão estabelecidos na Constituição.

‘A Venezuela, sublinhou, quer paz com independência, paz com justiça, paz com igualdade, paz para superar as dificuldades’.

‘Se algum dia a oligarquia colombiana tentar a agressão, a Venezuela está preparada para garantir a integridade territorial, à custa de nossas vidas’, pontuou. 

Recentemente, meios internacionais, inclusive o presidente da Bolívia, Evo Morales, denunciaram a existência de preparativos agressivos contra a Venezuela utilizando bases militares norte americana, em número de sete, na Colômbia.

Prevê-se que as ações denunciadas por Maduro possam estender-se até setembro, momento em que a Colômbia iniciará o exercício aeronaval internacional Unitas Lix 2018 com a participação da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e com o Bloco de Bogotá que passou a fazer parte há poucas semanas de ‘parceiro global’ daquela Organização.

 

Fonte - Resistência