O PNUD é a agência das Nações Unidas líder em desenvolvimento internacional, trabalhando em cerca de 170 países e territórios para ajudar a erradicar a pobreza e reduzir a desigualdade, bem como apoiar os países a desenvolver políticas, capacidades institucionais e resiliência para alcançar os Objetivos.

 

De hoje até quinta-feira, 7 de julho, o subsecretário-geral das Nações Unidas e diretor regional para América Latina e Caribe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Luis Felipe López-Calva, fará uma visita oficial a Cuba.

Durante sua estadia, o funcionário trocará ideias com as autoridades cubanas sobre a cooperação estabelecida pelo PNUD com o país no âmbito da consecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável até 2030, expressos no Plano Nacional de Desenvolvimento Económico e Social, detalha um relatório publicado no site do PNUD-CUBA.

Ele especifica que López-Calva é economista de profissão, com ampla experiência como académico em universidades de prestígio em todo o mundo, nas quais assessorou diferentes governos da região e coordenou pesquisas como o "Relatório de Desenvolvimento Mundial 2017".

Ele assumiu posições-chave de liderança em organizações multilaterais, como o PNUD e o Banco Mundial, acrescenta a nota.

O PNUD é a agência das Nações Unidas líder em desenvolvimento internacional, trabalhando em cerca de 170 países e territórios para ajudar a erradicar a pobreza e reduzir a desigualdade, bem como apoiar os países a desenvolver políticas, capacidades institucionais e resiliência para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Desde 1973, a organização tem cooperado com Cuba em várias áreas, como governo eficaz, transformação produtiva; sustentabilidade, mudanças climáticas, resiliência e redução de riscos, bem como desenvolvimento humano e equidade.