65 anos após o massacre de Humboldt 7, o povo e os estudantes cubanos homenagearam os jovens revolucionários Fructuoso Rodríguez, José Machado, Juan Pedro Carbó Serviá e Joe Westbrook

As novas gerações inspiram-se todos os dias no exemplo e na coragem dos nossos mártires.

 

“Desde este canto, testemunha da brutalidade, lembramos ao império que acolheu os criminosos deste ato, que como em Girón, eles descobrirão que a Revolução é um ato de amor e só essas pessoas profundamente sensíveis entendem que abraçam a Pátria ou enfrentar a morte", disse Karla Santana Rodríguez, presidente da Federação de Estudantes Universitários (FEU), durante a homenagem aos mártires do massacre de Humboldt 7.

À entrada do edifício onde foram assassinados Fructuoso Rodríguez, Juan Pedro Carbó Serviá, Joe Westbrook Rosales e José Machado — membros do executivo da Direcção Revolucionária —, a FEU recordou o 65º aniversário deste acontecimento, que ocorreu exactamente cinco semanas após as ações de 13 de Março de 1957.

Fonte: juventudrebelde.cu

Autor: Enrique González Díaz

Abril, 2022