APELO À SOLIDARIEDADE COM CUBA

 

No próximo dia, 23 de Junho, é apresentada por Cuba uma resolução na Assembleia Geral das Nações Unidas contra o criminoso bloqueio movido pelos EUA contra Cuba.

O bloqueio económico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos há mais de seis décadas, constitui o sistema de sanções unilaterais de caracter extraterritorial mais injusto, severo e prolongado que algum dia foi aplicado a qualquer país e é o principal obstáculo ao desenvolvimento de todas as potencialidades da economia cubana.

O bloqueio constitui uma violação flagrante e sistemática dos direitos do povo cubano e representa um acto ilegal à luz do Direito Internacional e constitui um instrumento de agressão, através do qual consecutivos governos dos EUA, procuram, desde há décadas, impedir o povo cubano de prosseguir livremente o caminho que soberanamente escolheu e reiteradamente tem ratificado para o seu país. Um criminoso bloqueio que o governo de Trump agravou e que o actual governo de Biden mantém.

Nenhum cidadão ou sector da economia cubana escapa às consequências desse bloqueio.

Os prejuízos acumulados durante estas seis décadas ascendem a mais de UM BILIÃO E NOVENTA E OITO MIL MILHÕES DE DÓLARES.

É urgente e de toda a justiça o levantamento do bloqueio do governo norte americano, que viola os direitos humanos e o direito internacional.

Em todo o mundo, neste mesmo dia, mais de 1.600 associações de amizade e solidariedade com Cuba e outras organizações de 150 países, incluindo Portugal, estão a promover acções que visam a condenação deste inqualificável bloqueio e a exigência do seu fim cabendo aos povos através da sua acção e luta denunciarem as politicas agressivas do imperialismo norte americano.

Os povos têm o direito de escolher o seu próprio caminho!

Em Lisboa, vamos concentrar-nos na Praça Luís de Camões, às 18h, em solidariedade com Cuba e o Povo Cubano.

 

Participa, FAZ OUVIR A TUA VOZ.

FIM ÀS SANÇÕES! FIM AO BLOQUEIO!

CUBA VENCERÁ!