Há 30 anos, pela iniciativa de Luiz Inácio Lula da Silva e de Fidel Castro, num momento adverso para a esquerda no mundo, teve lugar o Fórum de São Paulo, entre 2 e 4 de Julho de 1990

 

Foto reproduzida do Front Antiimperialista.

O Fórum continua a ser um instrumento fundamental para a consolidação da unidade dos partidos populares, progressistas e da esquerda na América Latina e o Caribe. 

 

Há 30 anos, pela iniciativa de Fidel Castro e de Luiz Inácio Lula da Silva, e a partir da convocatória feita pelo Partido dos Trabalhadores do Brasil, num momento adverso para a esquerda no mundo, e quando muitos acreditavam que o socialismo entrava numa crise sem saída e claudicavam perante o avanço do neoliberalismo e da direita, teve lugar em São Paulo, entre os dias 2 e 4 de Julho de 1990, o Encontro de partidos e movimentos políticos da América Latina e o Caribe, rebaptizado um ano depois como Fórum de São Paulo.

Palavras proferidas pelo presidente Miguel Díaz-Canel na recepção à distância dos médicos da brigada Henry Reeve que se encontravam no Principado de Andorra

 

Foto: José Manuel Correa

 

«Para vocês o reconhecimento, a admiração e o carinho de todo nosso povo», manifestou o presidente cubano. 

 

Palavras proferidas pelo presidente da República de Cuba, Miguel Mario Díaz-Canel Bermúdez, na recepção à distância dos médicos da brigada Henry Reeve que se encontravam no Principado de Andorra, ao chegarem ao aeroporto José Martí, em 1º de Julho de 2020, «Ano 62º da Revolução»

A partir de 3 de Julho, Havana entrou na fase um da recuperação e o resto do país – excepto Matanzas, que o fará na semana seguinte – passa à fase dois

Autor: Conselho de Ministros

Julho, 2020

 

Foto: Ariel Cecilio Lemus

 

Como já tinha sido informado, a partir das medidas tomadas e o esforço do nosso povo, todas as províncias do país, excepto Havana, encontram-se na primeira fase da primeira etapa da recuperação pós-Covid-19.

Revela-se justo dizer que sempre soubemos que Havana seria o lugar mais difícil e complexo no combate à pandemia, pelas características próprias que tem a capital do país.

PetroCaribe completa 15 anos de ter sido criada, com o firme propósito de se revitalizar e manter preços preferenciais na aquisição do petróleo, o qual garante uma troca favorável, equitativa e justa entre os países impossibilitados de aceder ao mercado do combustível, dominado pelo grande capital transnacional

Autor: Nuria Barbosa León | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Julho, 2020

 

 

Foto: Radio Miraflores

 

Momento da fundação da PetroCaribe, em 29 de junho de 2005, no Primeiro Encontro Energético de chefes de Estado e/ou de Governo do Caribe, celebrado na cidade de Puerto La Cruz, Venezuela.

 

PetroCaribe completa 15 anos de ter sido criada, com o firme propósito de se revitalizar e manter preços preferenciais na aquisição do petróleo, o qual garante uma troca

A 2 de Julho de 1920 foi um grande dia para Cuba: nasceu um dos maiores poetas da sua história. Eliseo Diego ia ter uma infância tranquila na sua natal Havana, e cresceria até se converter naquilo que é: uma figura capital das letras cubanas, das latino-americanas e da língua espanhola

 

Foto: Mario Ferrer

 

Começou pela narrativa com En las oscuras manos del olvido (1942), integrando já o famoso grupo da revista Orígenes, liderado por sua figura destacada, José Lezama Lima, quem enalteceu esse livro devido à prosa prístina, ordenada e de real beleza, própria de quem, só uns anos depois, ofereceria em plena juventude biológica uma obra essencial da poesia cubana: En la Calzada de Jesús del Monte (1949), que continua a oferecer desfrute e ensinamentos. É um prazer imenso começar a ler o primeiro verso: Em La Calzada mais bem enorme de Jesús del Monte. Parece que nos vai introduzir num conto de fadas, para prosseguir:onde a demasiada luz forma outras paredes com a poeira / cansa meu principal costume de lembrar um nome… Este livro tornou-se lendário. Uma das ruas de Havana, hoje chamada 10 de Octubre, atingiu o privilégio de uma ode, de um hino à sua populosa existência.