Cuba mostra um enorme compromisso com a saúde das crianças, mesmo nos momentos mais difíceis para a nação

Autor: Susana Antón | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Janeiro 2020

Foto: Ismael Batista

 

Cuba mostra um enorme compromisso com a saúde das crianças, mesmo nos momentos mais difíceis para a nação, tarefa que requer e exige muito esforço, sacrifício, dedicação e comprometimento de milhares de profissionais que trabalham nos serviços de assistência materno-infantil e enfrentam com firmeza qualquer dificuldade ou revés.

Portanto, na Ilha é baixo o risco de morrer durante o primeiro ano de vida. Esse é o compromisso de uma equipe multidisciplinar capaz de enfrentar os maiores desafios, graças à vontade política do nosso governo.

O presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, qualificou em 31 de Dezembro, como vencedor do impossível o povo de Cuba que celebra outro aniversário da Revolução invicta e vitoriosa

Autor: Redação Digital | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Janeiro 2020

Foto: Twitter do Presidente

 

O presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, qualificou em 31 de dezembro, na sua conta no Twitter, o povo de Cuba como vencedor do impossível, quando se celebra outro aniversário da Revolução invicta e vitoriosa.

O presidente expressou ainda, que «é um bom momento para nos propormos a outro ano de excepcionalidade positiva».

«O que constitui uma prova da capacidade de resistência e das reservas internas que temos», disse Alejandro Gil Fernández, ministro da Economia e Planeamento

Dezembro, 2019

Resumo extraído do Granma

Foto: Dunia Álvarez Palacios

 

Entre as 28 medidas aplicadas este ano foi o início das vendas de divisas, para enfrentar, pelo lado da oferta, a saída de novas moedas estrangeiras do país.

 

«Perante as limitações, e graças aos esforços de nosso povo, estima-se que a economia cubana não diminua em 2019, o que é uma prova da capacidade de resistência e das reservas internas que temos», disse Alejandro Gil Fernández, ministro da Economia e Planeamento, informando os deputados sobre o comportamento dos indicadores económicos do país em 2019, no 4º Período Ordinário de Sessões da 9ª Legislatura da Assembleia Nacional do Poder Popular (Parlamento).

Na presença do presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, o ministro disse que «não é fácil superar o impacto do bloqueio económico, comercial e financeiro dos EUA, mas mesmo que não alcancemos todas as metas planeadas, conseguimos manter os níveis de atividade importante para a economia», precisou.

Era 17 de Dezembro de 2014.o povo inteiro, que lutava e exigia o seu regresso, tornou-se uma testemunha de que a previsão do Comandante Fidel de Castro foi cumprida. Os Cinco, todos, já estavam .na sua Pátria.

 

Foto: Estudio Revolución

 

Foi um dia de festas e choros. muito difíceis de conter perante tanta emoção. A televisão registou cada momento, desde que o avião que trazia Gerardo, Antonio e Ramón se aproximou do terminal do Aeroporto José Martí, em Havana, até que a porta se abriu e Gerardo assomou na escada, depois Antonio e finalmente Ramón. Como esquecer os abraços dos heróis com os seus parentes! O abraço empolgado de Raul que os esperava em nome de Fidel e de todo o povo.

Os Cinco, cumprindo o seu dever para com a Pátria, sabiam que todo o povo. queria abraçá-los, que as crianças se apressariam em beijá-los, que os jovens se sentiriam mais comprometidos com o seu exemplo.

Qual é o verdadeiro interesse dos EUA e dos monopólios na região? A suposta liberdade, democracia, direitos humanos? Não. É para preservar o domínio imperialista sobre os recursos naturais

Autor: Enrique Moreno Gimeranez | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Dezembro, 2019

 

A história dos países latino-americanos tem sido a expropriação de suas riquezas naturais. Fundação Heinrich Bóll

Nossa América sofre novamente o ataque do imperialismo norte-americano e das oligarquias. Está a acontecer uma triste realidade na região de perigosas convulsões e instabilidade política e social, promovida a partir de Washington. As forças mais reacionárias do hemisfério aplicam um roteiro de golpes contra os governos soberanos, fórmulas de guerra não convencional, repressão policial brutal, militarização, medidas coercitivas unilaterais, procedimentos judiciais contra líderes progressistas e proclamam a validade da Doutrina Monroe e o macarthismo.