Com a entrada no ano de 2020, não podemos deixar de assinalar os 60 anos de Bloqueio imposto pelo Imperialismo contra uma das nação que se pode orgulhar de ser das mais respeitadoras dos Direitos Humanos; realidade que tem sido reconhecida pelas Nações Unidas.

Apesar de todas as dificuldades que inevitavelmente este acto criminoso coloca ao Povo Cubano a economia da maior ilha das Caraíbas não decresceu no ano de 2019.

Esta afirmação foi feita na Assembleia Nacional do Poder Popular por Alejandro Gil Fernández, ministro da Economia e Planeamento.

Tal realidade representa indubitavelmente uma clara vitória do Povo Cubano face à intensificação do Bloqueio imposto pelo Imperialismo Norte Americano.

Nicolás Maduro, recém nomeado pela cadeia Al-Mayadeen como personalidade internacional de 2019, por defender a causa palestina e denunciar a ocupação israelense, tem sido um seguidor digno do trabalho revolucionário de Chávez

Autor: Raúl Antonio Capote | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Janeiro 2020

Foto: AVN

 

Al-Mayadeen premiou o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, como Personalidade do Ano

Em 13 de maio de 2019, após uma conversa com Nicolás Maduro, presidente da República Bolivariana da Venezuela, no seu escritório no Palácio Miraflores, Caracas, o principal intelectual espanhol, Ignacio Ramonet, disse: «Na Venezuela, o poder não entrou em colapso, não está vacilante, nem sequer rachou. Nenhum ministro abandonou Nicolás Maduro, nenhum general com comando de tropas desertou. Nenhuma fenda conseguiu dividir a unidade cívico-militar. Essa é a realidade da Venezuela e a verdadeira Venezuela».

Díaz-Canel instou os diplomatas a «continuar a trabalhar com igual criatividade, coragem e determinação para o desenvolvimento, cada vez mais preciso, da política externa do nosso país, cujo principal criador é Fidel e seu principal protagonista, o povo»

Autor: Milagros Pichardo | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Dezembro, 2019

Foto: José Manuel Correa

 

O presidente cubano destacou o papel essencial desempenhado pelo Minrex na prevenção do isolamento de Cuba e na expansão, aprofundamento e extensão das nossas relações com o resto do mundo. 

 

«Ao Minrex unem-nos laços estreitos com uma história cheia de razões para exaltar o orgulho de serem cubanos, que começa antes de 23 de dezembro de 1959», disse o presidente da República Miguel Díaz-Canel Bermúdez, durante a gala político-cultural pelo 60º aniversário da fundação do Ministério das Relações Exteriores da República de Cuba (Minrex).

José Ramón Machado Ventura, segundo secretário do Comité Central do Partido Comunista de Cuba, e Salvador Valdés Mesa, vice-presidente da República, realizaram visitas de análise para priorizar os programas agrícolas em Artemisa e Mayabeque, respectivamente

Autor: Rommell González Cabrera | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Autor: Alberto G. Walon | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Dezembro 2019

 

 

Machado Ventura reconheceu o trabalho dos produtores de Artemisa. Rommell González Cabrera

José Ramón Machado Ventura, segundo secretário do Comité Central do Partido Comunista de Cuba, reconheceu a resposta dos camponeses da província de Artemisa às dificuldades geradas pelo bloqueio, como a falta de combustível e instrumentos agrícolas.

Durante um passeio pelas áreas produtivas de Artemisa, acompanhado pela máxima direção do território, Machado apreciou resultados encorajadores.

Um prémio ao altruísmo e a adesão aos princípios do internacionalismo proletário tornou-se a homenagem recebida pelos colaboradores cubanos com o desempenho mais destacado do ano que culmina, nas 11 missões sociais que acompanham o heroico povo venezuelano na sua resistência estoica ao ataque imperial

Autor: Jorge Pérez Cruz, especial para o Granma | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Dezembro 2019

Essa vanguarda recebeu o reconhecimento do Escritório de Atenção às Missões e são paradigmas dos mais de 22.000 de seus compatriotas que, inspirados nas relações históricas de fraternidade entre as duas nações, formaram uma frente unida em sectores-chave para o bem-estar das pessoas mais vulneráveis.

Os premiados prestaram homenagem a Simón Bolívar e ractificaram a decisão de Cuba, reiterada pelo primeiro secretário do Partido, general-de-exército Raúl Castro, e pelo presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez, de «que manteremos solidariedade e cooperação com a República Bolivariana da Venezuela e o seu governo legítimo sob a presidência de Nicolás Maduro Moros», uma disposição que, como nunca antes, confronta a agressão imperial.