Raúl e Díaz-Canel parabenizaram aqueles que tornam possível este programa vital, 33 anos após sua criação

 

Foto: José Manuel Correa

 

«Nos momentos que o país vive, marcados pela intensificação do bloqueio e pelos efeitos da pandemia, é urgente desdobrar as potencialidades para alcançar a soberania alimentar. Nessa missão, o programa da agricultura urbana, suburbana e a família tem uma grande parcela de responsabilidade», disse o general-de-exército Raúl Castro Ruz, primeiro secretário do Comité Central do Partido Comunista de Cuba, em mensagem por ocasião do 33º aniversário da criação desse movimento produtivo fundado e liderado, até á sua morte, pelo eminente Adolfo Rodríguez Nodals.

Na carta de felicitações – lida pelo vice-primeiro ministro Jorge Luis Tapia Fonseca, na comemoração ocorrida na unidade de negócios da base Granjas Boyeros, da Empresa Agro-pecuária Metropolitana de Havana – Raúl elogia a consolidação do programa através da sua expansão, com a criação de milhares de hortas orgânicas, e a reabilitação de quintais e parcelas que hoje alcançam alto potencial; e destacou como pontos fortes a participação popular e a integração com universidades, centros de pesquisa e o apoio dos governos locais.

O presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, aderiu à saudação e, no Twitter, descreveu o movimento como «um importante programa apoiado por cubanos trabalhadores e altruístas que merecem nosso reconhecimento».

Um programa importante apoiado por cubanos trabalhadores dedicados que merecem o nosso reconhecimento #CubaViva #SomosCuba https://t.co/ReguhNVfEA - Miguel Díaz-Canel Bermúdez (@DiazCanelB) 27 de Dezembro de 2020.

 

Autor: Gladys Leidys Ramos | 

Dezembro 28, 2020 08:12:47