A ordenação económica e financeira do país dá-se num complexo momento em que, à actual crise económica mundial, o crescente agravamento da política genocida do bloqueio e a baixa disponibilidade de divisas livremente convertíveis se juntou, desde muito cedo em 2020, uma pandemia que trouxe enormes despesas para o Estado cubano

Tarefa gigantesca concebida há uma década, e agora em curso, de pôr ordem na dupla moeda e na taxa de câmbio, os subsídios excessivos, as gratificações indevidas e realizar uma reforma abrangente dos salários exigida há anos pelos trabalhadores e aposentados.

                    

Obra de Raúl Martínez.

 

O objectivo baseia-se na actualização do modelo económico e social aprovado e ratificado nos 6º e 7º Congressos do Partido e nos demais documentos que regem a vida da nação. A alta direcção do país explicou que por suas características abrangentes esta é uma das tarefas mais complexas que se enfrentou na ordem económica.

Em particular, a transformação das receitas representa uma necessidade que significa, antes de tudo, uma oportunidade de crescimento para as nossas empresas, tanto ao nível interno como externo, que se traduz em benefícios para todos.

A sua implementação mostra a preocupação e ocupação do Governo perante as colocações daqueles que têm sobre seus ombros a responsabilidade de garantir a produção e os serviços. O compromisso das autoridades governamentais inclui a vontade de rectificar erros e esclarecer qualquer mal-entendido entre os cidadãos.

Nas atuais circunstâncias, o movimento sindical tem missões transcendentais que devem ser assumidas pelas organizações de base e por todos os trabalhadores. Como foi reiterado, nada pode ser estranho para ele. Na sua responsabilidade de organizar, representar e mobilizar os trabalhadores, é sua responsabilidade atender prioritariamente todas as etapas da materialização dessa transformação essencial.

Esta ordenação económica e financeira do país realiza-se no complexo momento em que, à actual crise económica mundial, juntou-se desde muito cedo o agravamento da política genocida de bloqueio e, por consequência, a baixa disponibilidade de divisas livremente convertíveis, e bem cedo no ano de 2020, uma pandemia que causou ao Estado cubano custos adicionais de mais de 1,3 bilhões de pesos, facto que ratifica o conceito de que na nossa sociedade o centro das atenções é o ser humano, a sua vida e a sua saúde, ao contrário dos procedimentos predominantes no mundo marcado pelo interesse económico.

É preciso entender que este processo em desenvolvimento sozinho não resolve todos os problemas; exige-se um resultado superior em termos de eficiência, organização do trabalho, disciplina, qualidade, economia, cumprimento dos índices de consumo, a partir do nosso próprio esforço. É necessário trabalhar com determinação, demanda e consciência para gerar os bens, criar a riqueza e fornecer os melhores serviços. Ao longo desse caminho, estaremos a trabalhar no desenvolvimento desejado e necessário da sociedade socialista, próspera e sustentável à que aspiramos.

Também será fundamental manter o diálogo constante que expressa os nossos argumentos convincentes para a necessidade de mudar tudo o que seja necessário, a favor de um país melhor. Devemos também enfrentar campanhas de mídia que tentam deturpar o processo.

Os trabalhadores, camponeses, mulheres e jovens desempenham um papel de liderança na produção de recursos que promovam o bem-estar da população. Na contribuição das suas mãos, no compromisso e a sensibilidade repousam, em grande medida, a defesa e o triunfo da Tarefa Ordenação.

Nesse sentido, foram favorecidas as condições para que aqueles que atuam no sistema empresarial, e dentro dele nos sectores básicos da economia, possam adoptar decisões que fortaleçam a sua gestão e exerçam plenamente as atribuições conferidas, o que lhes permitirá reafirmar-se como estrutura produtiva fundamental para o desenvolvimento económico do país.

Papel não menos importante é desempenhado pelos trabalhadores não estatais, que são considerados actores económicos em igualdade de condições. É claro que, como nunca antes, se torna- essencial raciocinar que o interesse individual não deve prevalecer sobre o colectivo e o social, pois é vital trabalhar pelo desenvolvimento da nação. Estamos animados porque Cuba vive com o apoio de cada um de seus filhos.

Como princípio abraçado desde o triunfo da Revolução, em 1º de Janeiro de 1959, ninguém ficará desamparado e cada passo que for dado será sustentado pelo esforço de fortalecer a unidade do povo e a defesa das conquistas sociais.

Miguel Díaz-Canel Bermúdez, presidente da República, ao anunciar o início da unificação monetária e cambial, e da reforma salarial, afirmou: «Reiteramos a transcendência e importância desta tarefa, que colocará o país em melhores condições para cumprir e realizar as transformações que a actualização do nosso modelo económico e social exige, a fim de garantir a todos os cubanos a maior igualdade de oportunidades, direitos e justiça social, o que será possível não pelo igualitarismo, mas pela promoção do interesse e da motivação pelo trabalho». Que cada um de nós dê a sua modesta contribuição, desde o cargo que ocupa, para que esta tarefa vital seja devidamente executada.

Secretariado Nacional da Central dos Trabalhadores de Cuba

Autor: Granma | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Dezembro 28, 2020 08:12:26