Imprimir
Categoria: Notícias de Imprensa

Na terça-feira, realizou-se a Reunião Plenária do Movimento dos Países Não Alinhados (NAM), UNESCO, presidida pelo Ministro do Poder Popular para a Cultura da República Bolivariana da Venezuela, Sr. Ernesto Villegas, como parte dos esforços feitos pela presidência deste país, para impulsionar o trabalho deste mecanismo político.

Durante a abertura do encontro, o ministro Villegas ressaltou a importância... deste fórum de acordos políticos, cujos principais objetivos são a promoção da tolerância, o respeito à diversidade, o diálogo e a cooperação como princípios fundamentais para garantir a paz e a harmonia e segurança dos povos do mundo. Neste sentido, disse: "estamos na casa onde a Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural da UNESCO foi aprovada, portanto, o compromisso com a promoção da diversidade cultural não é uma idéia que pode ser deixada em vão, é entender que é uma luta que continua em vigor para o reconhecimento das identidades e direitos dos povos ". Também pediu a preservação, promoção e fortalecimento da solidariedade, multilateralismo e a rejeição de medidas coercitivas e unilaterais, que são aplicadas contra os países do Sul, denunciando a sua ilegalidade.

A Embaixadora Dulce Buergo Rodríguez, Delegada Permanente de Cuba junto à UNESCO, reafirmou a importância da reativação desse mecanismo e reconheceu o trabalho da Venezuela, da presidência, para alcançá-lo. Também reafirmou o apoio incondicional do seu país ao povo fraterno e ao governo venezuelano à complexa situação de hostilidade internacional que vive, bem como o firme apoio à causa do povo da Palestina, que infelizmente também passa por uma trajectória de grande hostilidade e agressividade nestes últimos dias.

A est erespeito, representantes da Nicarágua, Equador, Síria, Azerbaijão, Irão e Líbia expressaram mensagens de apoio incondicional e solidariedade à Venezuela e à Palestina.

A reunião teve uma ampla participação dos países membros do NAM, que saudaram os esforços da presidência na reativação do capítulo da UNESCO e na busca de um maior ativismo nos processos e órgãos fundamentais da Organização.

Fonte - Site oficial do Ministério de Relações Exteriores de Cuba