Foto: Estudio Revolución

 

Com a presença do general-de-exército Raúl Castro Ruz, primeiro secretário do Comité Central do Partido Comunista, e de Miguel Díaz-Canel Bermúdez, presidente da República, efectuou-se, na quarta-feira, 28 de Outubro, o 5º período ordinário de sessões da Assembleia Nacional do Poder Popular na sua 9ª Legislatura, onde se aprofundou em todos os assuntos abordados pelos deputados nas sessões de trabalho prévias e em outros temas.

Nas suas palavras de encerramento da sessão de trabalho, ao referir-se ao cada vez mais desumano e cínico bloqueio económico, comercial e financeiro do Governo dos Estados Unidos, Díaz-Canel expressou: Não nos esqueçamos que os efeitos desta prolongada guerra económica que se verifica à décadas e que só nos anos 2019 e 2020 foram aplicadas contra nossa nação mais de 130 medidas com o deliberado propósito de asfixiar a economia, criar descontentamento e desespero na população e culpar todas as nossas dificuldades a suposta ineficiência do modelo económico cubano.

Contudo, realçou que, cientes de que tudo dependerá de nossos esforços, trabalhou-se exemplarmente no enfrentamento à pandemia e à difícil situação económica, a partir da direcção do Partido e do Governo em todos os níveis, e também das organizações de massa, e se continuará a trabalhar, sem abrir mão dos programas fundamentais do país recolhidos no Plano nacional de desenvolvimento económico e social até 2030. «Os cubanos estão a demonstrar, mais uma vez, que se pode mesmo vencer», afirmou.

Sobre as quatro leis aprovadas pelos deputados, o presidente considerou que o povo pôde apreciar, a partir dos encontros prévios para o estudo e o debate, o valor integrador desses textos para fortalecer, entre muitos outros aspectos, a ordem institucional do país, incluindo o Serviço Exterior.

Além da ratificação dos Decretos-leis e acordos do Conselho de Estado, foi aprovada a liquidação do Orçamento do Estado do ano 2019, um ano marcado por fortes tensões financeiras que colocou a necessidade de potencializar os ingressos fiscais e, por seu lado, o enfrentamento rigoroso às ilegalidades. Igualmente transcendental resultou a abordagem da Estratégia económico-social, a que a Assembleia acordou apoiar, e sobre cuja implementação o primeiro vice-ministro e ministro da Economia e Planeamento, Alejandro Gil Fernández, fundamentou as causas da sua concepção, muito ligadas ao período de escassez de oferta pela situação excepcional que vivemos e ao acirramento do cruel bloqueio do Governo estadunidense.

O presidente da ANPP e do Conselho de Estado, Esteban Lazo Hernández, ao dar inicio à sessão, lembrou o 61º aniversário do desaparecimento físico de Camilo Cienfuegos, o Herói de Yaguajay, e pediu um minuto de silêncio como homenagem póstuma aos deputados Antonio Alberto Pérez Santos, de Remedios; Yamilka Acosta Álvarez, de Bejucal, e Eusebio Leal Spengler, deputado de Havana Velha.

Informação Granma

Nov. 2020