Imprimir
Categoria: Notícias de Imprensa

 

Nas últimas semanas, 1.450 especialistas cubanos em saúde viajaram a vários países para contribuir na luta contra o Covid-19, uma pandemia que hoje afecta a grande maioria dos países.

Eles são membros do contingente de Henry Reeve, criado em 2005 pelo líder histórico de Cuba, Fidel Castro, para enfrentar situações de desastres e epidemias, como a do novo coronavírus.

Os quase 1.500 médicos e graduados em enfermagem compõem as 22 brigadas de saúde enviadas por Havana a pedido de governos de várias latitudes para ajudar a combater a doença.

A brigada itinerante mais recente chegou à África do Sul no dia anterior, composta por 217 profissionais.

Em Cuba, são considerados embaixadores da saúde e actualmente estão colocados em mais de vinte países da Europa, América Latina e Caribe, África e Médio Oriente.

Havana, 27 de Abril (Prensa Latina)