A orquestra da Juventude Cubano-Americana, (CAYO, nas suas iniciais em inglês: Cuban América Youth Orchestra) conjunto formado por músicos dos Estados Unidos, do Instituto Superior de Arte e da Orquestra de Câmara de Havana actuou em Cuba, pela primeira vez, no passado mês de Maio.

A presença da CAYO em Cuba é testemunho de que os laços culturais entre os dois povos nunca irão desaparecer. Um mundo melhor é possível, mais ainda quando a música serve para estreitar fortes laços de amizade e para criar pontes de ligação.

Sob a direcção do norte-americano James Ross, coadjuvado pelos maestros assistentes cubanos Daina García e César Eduardo Ramos, os concertos, que decorreram em vários espaços, realizaram-se sob consigna “Juntos em Harmonia”.

A deslocação da CAYO a Cuba foi a convite  da 23ª Feira Internacional de Música “Cubadisco 2019” e com o apoio da companhia norte-americana Classical Movements, do Instituto Cubano da Música e do Centro Nacional de Música de Concerto , no âmbito dum intercambio cultural sem fins lucrativos entre Cuba e os Estados Unidos.