Foi o que expressou o Presidente Miguel Díaz-Canel na análise do trabalho do Inder em 2018

Autor: Alfonso Nacianceno-Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Photo: Jose M. Correa

 

«Temos de fazer melhor uso dos contratos dos atletas, devemos apontar mais alto, porque o que foi feito até agora não nos deu o esperado, especialmente no desempenho das equipas de Cuba», disse Díaz-Canel.

«Num momento extremamente difícil para nosso país, por causa da arrogância do governo dos EUA, estamos convencidos de que vamos avançar com firmeza e convicção, aperfeiçoando o nosso trabalho com mais sensibilidade e inquietação revolucionária».

Isto foi afirmado pelo Presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, na reunião de análise do cumprimento dos objectivos e actividades do Instituto Nacional de Desportos, Educação Física e Recreação (Inder), em 2018, realizada a 22 de Abril no Centro Internacional de Saúde La Pradera.

«Nós temos que nos preocupar pelo que ameace o bom funcionamento do país e deve-nos motivar a propor, discutir e resolver problemas».

«Existe uma insatisfação com os resultados de alguns dos nossos desportos, os tempos são diferentes e as pessoas têm o direito de expressar as suas opiniões e de ser ouvidas», disse Díaz-Canel.

Após a leitura do relatório por parte de Osvaldo Vento, Presidente do Inder, um grupo de comissários nacionais de diferentes disciplinas relataram as suas avaliações sobre o andamento da preparação para os Jogos Pan-Americanos em Lima, marcados a partir de 26 de Julho a 11 de Agosto próximo.

Nesse sentido, José A. Miranda, Director de Alto Desempenho da Inder, ratificou, diante dos presentes, o compromisso de melhorar os resultados atingidos em Toronto 2015, para o qual é necessário uma alta eficiência em cada competição. Disse que Cuba classificou 372 atletas e destes, a prioridade é estabelecida sobre 166, que têm que lutar por 44 medalhas de ouro, 24 de prata e 98 de bronze. «Ainda há outros 64 atletas para obter a classificação, então, em Maio, faremos uma análise mais realista das possibilidades em Lima», disse Miranda.

 

AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Também falaram durante a análise, em que marcaram presença desportistas de elite já aposentados, vários Directores Provinciais dos Desportos, que salientaram a necessidade de aumentar a qualidade das aulas de educação física, bem como a importância de revitalizar a aquisição de talentos, reconhecendo o potencial de crianças e jovens que habitam no território do Plano Turquino.

Díaz-Canel disse que não entendia como existem pais que apresentam um atestado médico para isentar os seus filhos da prática de educação física, quando é uma prática que presta homenagem à saúde.

«Eu tenho a percepção de que a educação física é feita com maior qualidade nas escolas primárias, em comparação com o secundário e pré-universitário», argumentou.

Noutras intervenções, o Presidente cubano destacou que é urgente combater internamento no Inder para erradicar a corrupção e as ilegalidades, já que a organização teve resultados negativos nos controles realizados internamente. «Um bom ambiente de controle deve ser criado, e aqueles que o dirigem devem criá-lo», concluiu.

Ao redor da restauração das instalações desportivas, o Presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros reconheceu que a reactivação foi feita em centros nacionais e regionais, sendo necessário seguir os esforços combinados de ambas as instâncias, em deixar para trás a negligência a que foram submetidos durante anos.

Criticou o facto de que, recentemente, dois jogadores nascidos em Cuba, esquecendo as suas raízes, expressaram nos Estados Unidos a sua alegria com o que aconteceu com o acordo assinado entre a Major League Baseball e a Federação Cubana de Beisebol, o que prova, mais uma vez, que existem pessoas que podem ser compradas.

 

GERAR EVENTOS COM INTELIGÊNCIA

O Presidente exortou a organizar, de forma inteligente, eventos populares massivos com maior qualidade. «O desporto é um espectáculo, já que os concorrentes e o público se divertem. Temos experiência em competições de sucesso, como as maratonas de Marabana e Maracuba, de enorme importância», ressaltou.

Também pediu para não negligenciar a formação política e ideológica no desporto de alto rendimento, para eliminar dificuldades onerosas, de modo a não burocratizar o trabalho e dado que é essencial para realizá-lo em diálogo estreito com os atletas, a partir da demonstração de valores.

«Temos de fazer melhor uso da contratação de atletas, devemos apontar mais alto, porque o que foi feito até agora não nos deu o esperado, especialmente quanto ao desempenho nas equipas Cuba», disse Díaz-Canel, que também ressaltou que a atenção para as equipas desportivas, que são a base para o desenvolvimento.

Olga Lidia Tapia Iglesias, membro do Secretariado do Comité Central do Partido, e Roberto León Richards, chefe do Comité Olímpico de Cuba, além de executivos do Inder participaram da avaliação.

 

HOMENAGEM A GALLEGO FERNÁNDEZ

Numa demonstração de gratidão do Movimento Desportivo Cubano pela sua dedicação e lealdade a Fidel e à Revolução, minutos antes do início da reunião, foi oferecido um tributo a José Ramón Fernández.

Depois do seu desempenho notável na vitória de Playa Girón, Fernandez foi designado para assumir diferentes posições na construção do Socialismo em Cuba, até que em 1997 foi nomeado presidente do Comité Olímpico de Cuba, trabalho que realizou com modéstia e alto compromisso. Os convocados ao balanço de 2018 do Inder visualizaram um breve filme sobre sua vida e dedicaram um minuto de silêncio em homenagem a quem defendeu o desporto revolucionário.