O Presidente Constitucional da República Bolivariana da Venezuela, Nicolás Maduro, em nome do governo e do heróico Povo venezuelano, rechaça e condena energicamente as pretendidas e novas sanções unilaterais do regime de Donald Trump contra o Povo venezuelano e contra o nosso sistema financeiro e económico.

Estas sanções unilaterais, violadoras da Carta das Nações Unidas e dos mais elementares princípios do direito internacional que rege as relações civilizadas entre Estados soberanos, constituem uma nova agressão imperial orientada para intensificar o ataque ao nosso povo, pretendendo, pela via do bloqueio comercial, a perseguição financeira e o boicote económico, tornar caótica a nossa economia e, com isso, quebrar a vontade do nosso Povo e a sua decisão de liberdade, de paz e de esperança.

Com tal procedimento, a administração de Donald Trump, no dizer do relator especial das Nações Unidas, Alfred de Zayas, comete “um crime de lesa-humanidade, passível de ser apresentado ao Tribunal Penal Internacional como uma violação do artigo 7 do Estatuto de Roma”.

O Governo Bolivariano denuncia uma vez mais ante a comunidade internacional, a execução e uma nova conjura contra a pátria de Bolivar por parte do regime arrogante dos Estados Unidos cujo propósito é o de recrudescer as já reiteradas ameaças contra o nosso Povo e pretender, com a sua ingerência, submeter-nos a uma nova colonização, agredindo dessa forma os povos livres do mundo.

A Venezuela deu um tremendo salto em direcção ao futuro ao pôr em marcha um mecanismo económico revolucionário como “El Petro” (*), garantido por mais de cinco milhões de barris de petróleo, que permitirá ao país romper as amarras do dólar e abrir portas para cimentar firmemente a prosperidade do nosso sistema económico e produtivo.

O Governo da República da Venezuela, apesar desta nova e grosseira intromissão, rectifica perante a comunidade internacional e demais sectores da economia global, a sua firme, absoluta e soberana decisão de continuar impulsionando a tecnologia Blockchain (**) e de tornar o Petro uma das moedas digitais mais sólidas e fiáveis do mundo.

Com o nosso Povo e com “El Petro”, Venceremos !
Caracas, 19 de Março de 2018

(*)El Petro é uma criptomoeda, ou moeda digital,(a primeira criada na América Latina) já instalada na Venezuela suportada pelas reservas de vários recursos naturais do país, tais como petróleo, ouro, diamantes, gás natural.

(**) O blockchain (também conhecido como “o protocolo da confiança”) é uma tecnologia que visa a descentralização como medida de segurança. São bases de registros e dados distribuídos e compartilhados que têm a função de criar um índice global para todas as transações que ocorrem em um determinado mercado.