Solidariedade com Lula da Silva e o povo brasileiro

Contra o golpe – pela democracia!

A Associação de Amizade Portugal Cuba é signatária desta posição de protesto.

A negação do habeas corpus e a ordem de prisão contra Lula da Silva constituem mais um passo no desenrolar do golpe de Estado institucional no Brasil, iniciado com o afastamento, ilegítimo e escandaloso, da Presidente Dilma Rousseff, em 2016.

Uma acção que mais não visa do que impedir a candidatura de Lula da Silva às eleições presidenciais em Outubro e assegurar a continuidade de um Governo ao serviço de uma minoria opulenta e economicamente poderosa, perpetuando a desastrosa política que está a reverter e destruir tudo o que de mais positivo foi alcançado pelo povo brasileiro, nomeadamente em matéria de direitos sociais e melhoria das condições vida dos brasileiros, durante os mandatos presidenciais de Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Urge assim dar expressão à mais ampla denúncia deste vergonhoso e gravíssimo processo antidemocrático, desmascarando igualmente a campanha de desinformação e manipulação mediática que lhe dá cobertura.

Deste modo, os abaixo-assinados,

- repudiam e condenam com veemência o golpe institucional, as medidas arbitrárias e as acções de violência contra responsáveis e activistas políticos e sociais brasileiros e
manifestações em defesa da democracia e pelo respeito dos direitos de Lula da Silva;

- expressam a mais viva solidariedade ao povo irmão brasileiro e à sua luta para salvaguardar os direitos e garantias democráticas no Brasil e resistir a um poder crescentemente repressivo e autoritário.

Lisboa, 6 de Abril de 2018

Os signatários,

A Associação de Amizade Portugal Cuba, dirige a todos os amigos o apelo a participar nesta importante acção promovida pelo CPPC, que visa o esclarecimento e a demonstração de solidariedade para com o Povo e a Revolução Bolivariana num momento em que o imperialismo tudo faz para tomar de assalto a soberania da Pátria de Bolivar.

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) promove uma Sessão de Solidariedade com a Venezuela na próxima Terça-feira, dia 10 de Abril, pelas 18.00 horas, na Escola Profissional Bento de Jesus Caraça, em Lisboa (Rua Victor Córdon, no1 – Metro Chiado), que contará com a presença do Ex.mo Sr. Ministro do Poder Popular para as Relações Externas da República Bolivariana da Venezuela, Jorge Arreaza, e da Presidente da Direcção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo.

Esta será uma oportunidade para conhecer melhor a situação que se vive neste país, alvo de uma intensa operação de desestabilização e agressão externa – com o bloqueio e boicote económico, a tentativa de isolamento político e diplomático, e uma violenta campanha mediática – dirigida contra as instituições democráticas venezuelanas, incluindo os seus legítimos Presidente e Governo. Operação que procura degradar as condições económicas e sociais naquele país, prejudicando seriamente amplos sectores da sociedade venezuelana, que integra uma numerosa comunidade portuguesa.

Direcção Nacional do CPPC

 

 

 

 

Após terem sido eleitos na Assembleia Geral Electiva de 3 de Março de 2018, tomaram hoje posse, na sede da AAPC, os membros dos Corpos Sociais.

Formaliza-se assim o compromisso para o próximo triénio 2018/2021.

Esperamos convictamente que se cumpra a missão assumida na relação, promoção e defesa dos ideias da Revolução Cubana

No âmbito do nosso trabalho de solidariedade com o Povo Cubano e a sua Revolução a Associação de Amizade Portugal Cuba quer destacar o trabalho desenvolvido pelos companheiros dos Conselhos de Loures, Sobral de Monte Agraço, Mafra e Torres Vedras que, numa magnifica iniciativa, conseguiram reunir num curto espaço de tempo vários artigos que certamente contribuirão para dar força à heróica resistência do Povo de Cuba ao injusto, ilegal e monstruoso Bloqueio que há perto de 60 anos é imposto pelo imperialismo norte americano.

Material escolar, artigos de higiene, calçado, roupas para bebés e crianças, brinquedos, material informático, material clinico, material para instalações eléctricas.

Quinhentos e quarenta e cinco quilos (545), no total de 48 volumes foram despachados hoje mesmo, pelo contentor da Solidariedade.

Grande abraço a todos quantos se envolveram nesta tarefa.

Saudações fraternas.

A Direcção

19.03.2018