6 de Dezembro, 18 horas, Largo Camões – Lisboa

 

Foi anunciada a vinda a Portugal, no próximo dia 6 de Dezembro, de Mike Pompeo, Secretário de Estado norte-americano.ponsáveis pela política da Administração Trump. Uma política de escalada militarista e de confrontação que agride a soberania, a democracia e o direito internacional e que está a arrastar o Mundo para grandes perigos. Mike Pompeo é um dos representantes dos sectores mais reaccionários e belicistas instalados na Administração norte-americana.

No dia 6 de Dezembro sairemos à rua para afirmar que Mike Pompeo não é bem-vindo a Portugal e que rejeitamos a política da Administração norte-americana!

Faremos convergir as solidariedades com os povos que, defendendo os seus direitos, resistem às manobras, chantagens e ameaças da Administração Trump.

Vamos exigir a paz, o desarmamento, o respeito pela liberdade, a soberania a democracia, o cumprimento do direito internacional.

Pela paz e o desarmamento!

Afirmaremos: Não à NATO! Não à corrida aos armamentos! Não às armas nucleares! Não à guerra!

Pela paz no Médio Oriente!

Afirmaremos: Fim das guerras dos EUA e seus aliados contra a Síria, o Iémen, o Iraque! Não à guerra contra o Irão!

Palestina livre e independente!

Afirmaremos: Fim à ocupação israelita! Pelo Estado da Palestina no respeito das resoluções das Nações Unidas!

Soberania dos povos da América Latina!

Afirmaremos: Fim aos golpes de Estado, aos bloqueios, à agressão dos EUA contra os povos da América Latina!

Pelos direitos dos refugiados!

Afirmaremos: Não à guerra, agressão e ingerência dos EUA! Não ao racismo e à xenofobia!

Pela defesa do meio ambiente!

Afirmaremos: Não às guerras de saque dos recursos naturais! Não à depredação dos recursos dos povos pelas transnacionais!

Dia 6 de Dezembro, iremos unir forças e demonstrar a Mike Pompeo que o Mundo não lhes pertence, que há sempre quem resista e avance e que a força da solidariedade vencerá!

Junta-te a nós! Sexta-feira, 6 de Dezembro, 18h00, Largo Camões, Lisboa.

Pela paz e os direitos dos Povos!

 

3 anos em que, ainda assim, continuou presente no nosso quotidiano; nas imagens que temos dele, nos escritos que nos deixou e com os quais continuamos a aprender e na nossa memória que mantém bem vivos os elevados ideais que defendeu e que não morrerão jamais.

 

Viva Fidel!

 

Viva a Revolução!

 

Cuba vencerá!

 

 

25/11/2019

 

A Associação de Amizade Portugal-Cuba esteve presente no Encontro Anti-Imperialista, pela Democracia e Contra o Neoliberalismo, que se realizou em Havana de 1 a 3 de Novembro.

Estiveram presentes 95 delegações num debate extraordinário em que se abordou a ofensiva Imperialista contra os povos da América-Latina e, particularmente, o agravamento do Bloqueio movido pelos EUA contra o Povo Cubano.

Realizámos na passada 6ª feira, dia 11, nas nossa Sede, uma grande iniciativa de Solidariedade com a Revolução Bolivariana.

Estiveram presentes o Sr. Embaixador da República Bolivariana da Venezuela, General em Chefe Lucas Rincon, o Secretário da Embaixada de Cuba Javy Levy e representantes das embaixadas de S. Tomé, China, Palestina, bem como várias Associações de Solidariedade.

Participou na sessão Carolus Wimmer, Presidente do Comité de Solidariedade Internacional e Defesa da Paz (Venezuela).

O companheiro Carolus Wimmer fez uma importante e esclarecedora intervenção sobre a situação na Venezuela, que se debate com as dificuldades que advêm da política terrorista movida pelo Imperialismo Yankee.

No fim, reafirmámos o apelo ao incremento da luta, denunciando a barbárie desta ingerência de são cúmplices vários países da União Europeia, onde se inclui Portugal.

Foi no dia 8 de Outubro de 1967 na Bolívia que Che Guevara foi preso. A guerrilha do Che estava reduzida a 17 combatentes.

Che decidiu retirar os doentes e fazer frente à tropa que perseguia os combatentes, de modo a permitir a progressão dos feridos.

Cercado pelo exército, Che é feito prisioneiro e assassinado por ordem do agente da CIA, Félix Rodriguez.