Num dia como este, em 1960, perante o povo reunido em frente do Palácio Presidencial (hoje Museu da Revolução) e o ruído de petardos que pretendiam ameaçar a segurança cubana e a revolução, Fidel propôs ao povo a constituição dos Comités de Defesa da Revolução (CDR), um sistema colectivo de vigilância revolucionária, que constitui hoje a maior organização de massas do país, com mais de 8 milhões de filiados.

Segundo a tradição, a população reúne-se esta noite para comemorar a data, jantando com a comunidade, não podendo faltar a famosa "caldosa" (sopa), bebendo e dançando.

Durante o 1º Encontro Europeu de Solidariedade realizado em Havana, a delegação da Associação de Amizade Portugal-Cuba teve a oportunidade de partilhar esse convívio.

A Associação de Amizade Portugal Cuba saúda o Povo Cubano e a sua Revolução.

Cuba Vencerá!

AAPC
28.09.2018