Em 2019 os povos foram confrontados com a intensificação da ofensiva imperialista.

Agora com novo testa de ferro, Donald Trump, a Casa Branca deu continuidade à sua estratégia de aprofundamento da ofensiva imperialista.

Nos seus intentos de usurpação das riquezas naturais pertença dos povos e de forçar governos democraticamente eleitos a cumprirem os desígnios do imperialismo, não olham a meios para conseguirem os seus sinistros objectivos.

Os falcões da guerra, não estão sozinhos nesta cruzada tenebrosa contando não só com o apoio da comunicação social, de que são proprietários, mas também de estados, “democráticos” claro está, que vão “legitimando” os seus actos de terror.

Em 2020 faz 60 anos que o criminoso Bloqueio foi decretado contra o Povo Cubano.

 

É difícil de imaginar quão gigantescos têm sido os sacrifícios que todo um povo tem de enfrentar para resistir a tamanha crueldade.

 

Esta é na realidade a face tenebrosa do Imperialismo: Para os governantes dos EUA, não é admissível que um povo escolha o seu próprio caminho quando este ponha em causa os interesses dos “donos do mundo”.

O problema crucial para o Imperialismo é a demonstração de que existem caminhos para a felicidade dos povos e que o capitalismo não resolve o problema da pobreza, antes pelo contrário.

 

Se não conseguir visualizar, por favor clique aqui.

 

Se não conseguir visualizar, clique aqui.

 

Se não conseguir visualizar, por favor carregue aqui.