PLANO DE ACTIVIDADES – 2020

 

Com a Revolução e o Povo Cubano

Reforçar a Associação

Solidariedade Internacionalista

 

A Revolução Cubana constitui indubitavelmente a diferença no panorama internacional. É imperioso tudo fazermos no sentido de divulgar a sua experiência e enaltecer a vontade de um povo, que não se vergou e que tem sido capaz, apesar do vergonhoso Bloqueio de seis décadas e de ataques constantes à sua soberania e segurança, de não abandonar o objectivo e a prática da Construção do Socialismo.

Por isso, é nosso objectivo para o corrente ano dar continuidade ao projecto solidário protagonizado pela AAPC e tudo fazermos para o melhorar.

Cuba está sujeita a um criminoso Bloqueio de décadas, mas o seu povo não tem fome e goza de direitos que são respeitados, cumpridos e promovidos, como o direito à saúde, à educação, à habitação e à cultura.

Em conformidade com o lema desta Assembleia “COM A REVOLUÇÃO CUBANA E O SEU POVO / REFORÇAR A ASSOCIAÇÃO / SOLIDARIEDADE INTERNACIONALISTA” damos continuidade ao plano definido pela Direcção para o triénio deste seu mandato, procurando em 2020 aperfeiçoar a nossa intervenção.

Destacamos assim quatro pontos chave:

  • Reforçar o diálogo com outras associações ou grupos de cidadãos que partilhem princípios de Solidariedade com a luta dos Povos pela Liberdade, a Paz e a Justiça Social e que entendam a Solidariedade com Cuba e a sua Revolução, como um contributo para a luta dos povos na sua emancipação;
  • Intensificar a luta pela devolução de Guantânamo ao Povo Cubano e pela retirada dos E.U.A. – A arrogância do Imperialismo tem de ser derrotada;
  • Redobrar a luta contra o criminoso Bloqueio dos E.U.A. a Cuba e contra a ingerência da União Europeia;
  • Denunciar as consequências do Bloqueio através de acções que potenciem um amplo movimento de opinião em Portugal, envolvendo entidades públicas e privadas, que pressionem os E.U.A. a cessar a guerra económica contra Cuba.

 

  1. Informação e comunicação
    • Redes sociais e media

A comunicação e informação são tarefas de grande importância e, por isso, constitui um dos objectivos prioritários da AAPC. Continuaremos a investir nesta área do nosso trabalho, nomeadamente no sítio internet, na página do Facebook e na produção do nosso boletim informativo.

 

  1. Iniciativas e Sessões Públicas
  • Sessão na Póvoa de Santo Adrião em Fevereiro, cujo tema será os 60 anos de Bloqueio;
  • Participação nas comemorações do Dia Internacional da Mulher;
  • Sessão pública no Barreiro em data e local a definir;
  • Jantar, promovido pelo Núcleo de Coimbra, com debate sobre a situação na América Latina, previsivelmente em Abril;
  • Participação nos Saberes e Sabores no Alto do Moinho previsto para Abril;
  • Almoço-convívio no dia 25 de Abril;
  • Participação no desfile do 25 Abril;
  • 1º de Maio: banca na Alameda e participação no desfile;
  • 1º de Maio: Participação do Núcleo de Setúbal com uma Banca nas Comemorações locais;
  • Participar activamente nas iniciativas que celebram os 75º aniversário da Derrota do Nazi-Fascismo.
  • Sessão Pública na Sede AAPC sobre a situação América Latina e Caraíbas em Maio;
  • Iniciativa-convívio dos Santos Populares prevista para o dia 22 Junho;
  • Jornadas de trabalho na Festa do Avante (Junho, Julho, Agosto e Setembro);
  • Comemoração do 26 de Julho;
  • Festa do Avante;
  • Iniciativas e colóquios sobre a realidade cubana em locais a definir.

 

  1. 50ª Brigada Internacional de Solidariedade José Marti

Este ano realiza-se no contexto da comemoração do 60º aniversário da criação do ICAP Instituto Cubano de Amizade com os Povos e do 61º aniversário do triunfo da Revolução.

As Brigadas constituem uma forma concreta e efectiva de manifestar solidariedade com o povo cubano e, ao mesmo tempo, conhecer mais directamente o seu processo revolucionário, a sua história, cultura, tradições e conquistas sociais, bem como as dificuldades que Cuba atravessa.

A nossa Associação dará novamente toda a atenção à organização de 50ª Brigada Internacional de Solidariedade José Martí que se realiza de 13 de Julho a 1 de Agosto.

 

  1. Acções contra o Bloqueio

Sendo o Bloqueio o principal factor gerador de dificuldades ao desenvolvimento social e económico e que tem conhecido um agravamento muito significativo, impõe-se da nossa parte uma intervenção mais efectiva de denúncia e esclarecimento junto dos trabalhadores e do povo.

Neste sentido, propomo-nos a:

  • Colocar faixas contra o Bloqueio a nível nacional;
  • Colocar e distribuir cartazes (A3) a nível nacional;
  • Elaborar um panfleto informativo para distribuição na rua;
  • Realizar um abaixo-assinado a nível nacional para ser entregue aos vários órgãos do poder e à Embaixada dos Estados Unidos da América;
  • Realizar um Encontro Nacional pelo fim do Bloqueio.

Destas acções, destacamos o Encontro Nacional contra o Bloqueio. A Direcção Nacional da AAPC assume como grande desígnio do seu mandato a organização de um novo Encontro Nacional.

Esta iniciativa terá por objectivo a denúncia deste acto criminoso liderado pelo imperialismo Ianque, mas que, sem dúvida alguma, conta com o beneplácito dos seus comparsas europeus. Iniciativa que se pretende que seja aberta, recebendo todos quanto entendam que a soberania dos povos é um direito e que a carta das Nações Unidas deve ser respeitada.

 

  1. Solidariedade Internacionalista com Cuba e Venezuela

Continuaremos a desenvolver acções de solidariedade com a Revolução Cubana, com a Revolução Bolivariana e com todos os movimentos progressistas na América Latina e Caraíbas. Participaremos nas iniciativas que contenham esse propósito.

Procuraremos melhorar a nossa informação e esclarecimento sobre os acontecimentos nesta região, denunciando também o branqueamento e manipulação da informação que os principais meios de comunicação social e órgãos oficiais utilizam.

A promoção e realização de viagens a Cuba, no quadro das designadas Brigadas de Solidariedade e também a aposta em programas de Turismo Político, continuará a merecer da nossa parte a maior atenção, tendo em conta o elevado interesse político que representam, o conhecimento que proporcionam sobre a realidade do Povo Cubano e da sua Revolução, sem excluir o próprio interesse turístico. Em 2020, reforçaremos o contacto directo com Cuba através da realização de uma viagem de Turismo Político (28/04/2020 a 11/05/2020), a par da participação na 50ª Brigada Europeia José Martí (13/07/2020 a 01/08/2020).

  1. Organização

Propomo-nos prosseguir a dinamização e criação de novos núcleos, o recrutamento de novos associados e a dinamização do funcionamento das comissões de trabalho da Direcção. Neste âmbito, importa referir que se procederá à formalização da constituição estatutária do Núcleo de Loures, já em actividade.

O Núcleo de Setúbal realizará a sua Assembleia-Geral, em datas a definir.

 

  1. Cultura/Tempos Livres
  • Promoção do nosso Protocolo com a Companhia de Teatro de Almada, delegando esta tarefa ao Núcleo de Almada;
  • Continuação das Sessões de Cinema Cubano na nossa Sede;
  • Propomo-nos dirigir a nossa actividade também na vertente lúdica, dando assim aos nossos associados a possibilidade de participar em momentos de conhecimento e alguma diversão, promovendo o intercâmbio cultural entre os núcleos. Face a este ponto destacamos:
    • Visita ao Centro Histórico de Évora;
    • Visita aos Moinhos de Maré do Tejo;
    • Visita à Cidade Universitária (Coimbra);
    • Visita ao Museu Liberdade e Resistência (Peniche);
    • Visita ao Museu Liberdade e Resistência (Aljube);
    • Subida do Rio Douro (Douro Vinhateiro)
  • Organização da Biblioteca: esta tarefa continua. Após o trabalho técnico de inventariação e catalogação, seguir-se-á a devida divulgação cultural do seu acervo.

 

Este é o plano de trabalho que propomos para o ano em curso.

Reiteramos o nosso compromisso com a Revolução Cubana, afirmando-nos na Luta contra o Imperialismo e pela Soberania dos Povos.

 

Fevereiro de 2020